Índice FipeZap – Preço dos imóveis segue em queda real em março

Índice FipeZap Ampliado tem a menor variação da série histórica e fica abaixo da inflação pelo quinto mês consecutivo em base mensal.

O Índice FipeZap, que acompanha o preço de venda dos imóveis em 20 cidades brasileiras, registrou em março/2015 aumento de 0,14% na comparação com fevereiro e de 5,34% na comparação com março de 2014. Em ambas as medidas a variação é a menor da série e inferior à inflação registrada pelo IPCA (IBGE), cujo aumento esperado (segundo o Boletim Focus/Banco Central) para março/2015 é de 1,40% e na base anual é de 8,21%. Essa é a terceira vez consecutiva que o Índice FipeZap Ampliado registra queda real (variação menor do que a inflação) na base de comparação anual e a quinta vez consecutiva que isso acontece em base mensal. Antes dessa sequência recente o Índice FipeZap Ampliado tinha registrado queda real em base mensal em apenas quatro oportunidades.

IndiceFipeZap - Blog do Parlare

Após o resultado de março, o Índice FipeZap Ampliado registra um crescimento acumulado em 2015 de 0,69%. No mesmo período a inflação esperada para o IPCA (IBGE) é de 3,91%. Dessa maneira, o preço médio de venda do m2 nas 20 cidades pesquisadas registrou queda real de – 3,1% nos 3 primeiros meses de 2015. No ano, todas as 20 cidades que compõem o Índice FipeZap registraram variações menores do que a inflação, sendo que Niterói, Curitiba, Brasília e Recife apresentaram queda nominal nesse período.

O valor anunciado do m2 médio das 20 cidades em março/2015 foi de R$ 7.491. A cidade com o m2 mais caro continua sendo o Rio de Janeiro (R$ 10.650), seguida por São Paulo (R$ 8.538). Os dois municípios que apresentaram os menores preços foram Contagem (R$ 3.414) e Goiânia (R$ 4.017).

Botao Saiba Mais


Visite e CURTA a FAN PAGE do Blog do Parlare no Facebook!!!

CURTA a FAN PAGE do Blog do Parlare no Facebook!!!


Visite também:

Parlare Imoveis - Banner

Anúncios

2 Respostas para “Índice FipeZap – Preço dos imóveis segue em queda real em março

  1. Eddie Wagner da Silva Akaishi

    Comparação dos valores não me parece correta, os indicies de reajustes dos imóveis não acompanham a inflação, mas um índice próprio do setor, o INCC , que atualmente esta também abaixo da inflação, mas não nas proporções da matéria.

    Curtir

  2. Eddie, obrigado pelo comentário e por assim fomentar discussão. Sobre o FipeZap é sempre importante lembrar e ressaltar que tal índice só captura as ofertas de imóveis cadastradas e não a totalidade, ainda assim é uma referência importante como indicador de preços conforme podemos constatar em: https://youtu.be/HGaAuiWZ8tI

    Curtir

Fale com Edmar Junior:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s