Dilma Rousseff, a melhor Corretora de Imóveis dos Estados Unidos!

Procura por imóveis nos Estados Unidos cresceu 40% após eleições…

Dilma Rousseff - Blog do Parlare

A alta do dólar não inibiu os interessados, o consumidor continua comprando e mantém o mercado imobiliário dos EUA aquecido.

A atual percepção de insegurança no Brasil, financeira e física, leva à estes investimentos externos, que ainda apresentam precificações vantajosas.

Além da rentabilidade própria do investimento em imóveis, ter ativos em dólar é um ponto crucial, já que é uma moeda forte que tende a se valorizar ainda mais nos próximos anos.

Este investimento será uma válvula de escape, em dólar, e se necessário, para uma provável ou necessária expatriação.

Não se trata mais do cliente que busca comprar um imóvel apenas para investimento ou para utilizar nas férias, e sim que pretende se mudar definitivamente com a família para a Flórida.

Perfil do comprador:

A maioria dos interessados é homem, com mais de 45 anos, casado e com filho e que procura um imóvel entre US$ 300 mil e US$ 500 mil. Eles demonstram relativa frustração não só com os rumos da economia no Brasil, mas também com questões essenciais do dia-a-dia na rotina urbana, como excesso de violência e desordem nas cidades brasileiras onde vivem.

O custo de vida de Miami, em comparação a São Paulo e Rio de Janeiro, também influencia na decisão de se mudar do País. Existe a percepção de que o custo de vida em Miami é relativamente menor do que em capitais como São Paulo e Rio de Janeiro (contando custos com imóvel, escola dos filhos, aquisição de veículos, planos de saúde, lazer, etc).

Miami - Blog do Parlare

A partir do ano de 2011, os imóveis passam por uma recuperação constante, sendo que nos últimos 12 meses os preços subiram 10,9% – mas ainda estão 31% abaixo dos preços praticados em 2008. O juro de financiamento variando de 4,1% a 3,24%, para prazo de 30 anos e 15 anos respectivamente, é outro fator que atrai os brasileiros.

Os preços continuam mais atrativos em comparação a imóveis em áreas nobres de São Paulo ou do Rio de Janeiro.

O preço do metro quadrado em Miami ainda não retornou ao patamar anterior à crise financeira e, portanto, é um investimento rentável.

A pergunta é: Quando o preço vai voltar a ser igual ao de meados de 2008?

Os especialistas acreditam que ainda teremos mais dois anos até que isto aconteça, eles prevêem mais 24 meses de valorização antes que o preço dos imóveis pare de subir de maneira consistente.

Nos últimos cinco anos, a valorização dos edifícios residenciais variou entre 15% e 20% ao ano.

Entre os motivos para esse avanço expressivo dos preços no sul da Flórida estão as facilidades de financiamento e os investimentos em infraestrutura feitos nos últimos anos.

As obras do trem expresso, que vai ligar Miami a Orlando, começaram já há algum tempo e a expectativa é que a linha fique pronta em 2017. Em pouco mais de três horas, será possível visitar os parques da Disney de forma segura e barata. Empreendimentos como o Brickell City Centre, shopping de três andares no coração da cidade, que custou US$ 1 bilhão, e o Miami Worldcenter, maior centro de convenções do sul da Flórida, atraem visitantes e, claro, investidores.

Miami se tornou um centro financeiro relevante, perdendo apenas para Nova York na preferência dos investidores. Em Downtown Miami estão localizadas 60 subsidiárias de bancos internacionais – o Banco do Brasil entre eles –, que possuem, juntas, US$ 26 bilhões de ativos sob gestão e administram uma carteira de crédito de US$ 54 bilhões.

Miami - Blog do Parlare

Existem imóveis para todos os bolsos: desde apartamentos que requerem investimento modesto até projetos faraônicos como o Porsche Design Tower, de US$ 560 milhões.

O investidor quer ter receita garantida e um bom inquilino. Lá existem menos surpresas. Segundo um levantamento exclusivo preparado para a revista Dinheiro, os aluguéis em Miami subiram 25% desde 2013, enquanto a taxa de vacância despencou para níveis tão baixos quanto 3% em regiões da cidade como Biscayne Bay. Nos últimos anos, comprar imóveis nos Estados Unidos tornou-se uma espécie esporte global. De 2013 a 2014, os investimentos residenciais estrangeiros somaram US$ 7,97 bilhões.

O mercado imobiliário na Flórida é extremamente acessível. Oferece facilidades aos compradores estrangeiros.

Os brasileiros representam 13% dos compradores internacionais do Estado, ficando atrás apenas dos canadenses. Cerca de 47% dos brasileiros adquirem imóveis para passar férias e 17% como investidores.

Miami é a segunda maior cidade com crescimento nos Estados Unidos e está a cada dia crescendo rapidamente com centro financeiro da cidade, no bairro Brickell tem hoje mais de 1.700 unidades em construções em andamento e mais de 5 mil terminadas.

MIAMI 2020

Estāo sendo investidos mais de 10 bilhões de dólares na transformação e renovação da área de Miami. Confira no vídeo:

Fontes: Revista Dinheiro e Infomoney


Como comprar imóvel nos Estados Unidos – Perguntas e Respostas

USA - Blog do Parlare

Botao Saiba Mais


Post editado por:

Assinatura Parlare - CRECI


Visite e CURTA a FAN PAGE do Blog do Parlare no Facebook!!!

CURTA a FAN PAGE do Blog do Parlare no Facebook!!!


Visite também:

Parlare Imoveis - Banner

Anúncios

Fale com Edmar Junior:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s